Buscar
  • Nutr. Bruna Lazzeri

Você é um “serial killer” das hortas?

Os 5 principais erros e como contorna-los


Hortaliças e ervas em vasos são lindas e o seu plantio orgânico favorece a melhoria nos hábitos alimentares, trazendo benefícios tanto para o corpo físico como amenizando as tensões do dia a dia. Entretanto muitas pessoas acabam desistindo de tê-las em suas residências porque acabam sempre matando-as. Como fazer então?

Após várias tentativas frustradas, digo frustrada mesmo... pois sendo filha de agricultor, achei que manter uma “plantinha” em um vaso seria muito fácil, eis o engano!

Mas após alguns erros e persistência!

Aqui está minha Hortelã. E a primeira dica é essa hahaha Hortelã! Seu cultivo é fácil, pois ela é muito rústica.

Podem existir alguns motivos para que ocorra essa sequência de mortes de suas plantas. Confira logo abaixo!

1. Deixar em local sombreado

Considerar alguns fatores: Área exposta ao sol ( 4 a 6 horas diárias ou dependendo ao menos 2h já é possível) e boa ventilação;


2. Plantar várias ervinhas diferentes no mesmo vaso ou jardineira

Existe a chamada Corsorciação (plantas companheiras). Algumas plantas quando cultivadas próximas criam associações favoráveis e beneficiam uma as outras. Por outro lado, existem plantas que quando plantadas próximas podem causar malefícios uma as outras pois exalam substâncias pela raiz que selecionam a vida ao redor, prejudicando o desenvolvimento de outra planta, além de disputarem luz, água e nutrientes;


3. Não preparar a drenagem dos vasos

É importante permitir uma boa penetração das raízes para que as plantas possam de desenvolver melhor e serem capazes de fornecer água, ar e nutrientes em quantidade equilibrada. Para não acumular água é necessário que os recipientes sejam furados ao fundo e estejam cobertos com uma primeira camada de cascalho, cacos de cerâmica, britas ou material semelhante e uma outra camada pequena de areia. Acima desta camada inicial é colocada a terra, evitando o acúmulo de água no fundo do recipiente e a compactação da terra.


4. Esquecer de regar, exagerar no volume de água

Recomenda-se fazer a rega preferencialmente nas primeiras horas do dia. Irrigar em horários quentes perde-se muita água para evaporação.


5. Não adubar

A adubação é realizada para corrigir a deficiência natural do solo. Pode ser feita a cada 30 dias. Observe também que existem plantas perenes (que duram o ano todo), mas mesmo esse tipo de planta com o tempo perde a beleza, exigindo inicialmente uma poda de renovação da folhagem;


Elementos que preciso?

  • Solo, substrato local ou comprado;

  • Sementes e mudas das espécies de interesse;

  • Nutrientes ou outros insumos, no caso dos temperos utilizados para consumo alimentar use adubo orgânico;

  • Utensílios ou ferramentas: vasos, pulverizador...


E bom plantio!


Aproveito aqui para homenagear todos os agricultores. Merecem muito respeito e admiração!!!


#horta #filhadeagricultor #nutricionistabrunalazzeri #alimentandoavida


Referências

Horta: Cultivo de Hortaliças, Prefeitura do Município de São Paulo, Secretaria Municipal de Verde e Meio Ambiente, Programa de Agricultura Urbana e Periurbana, São Paulo, 2010

Horta em Pequenos Espaços / Flávia M.V. T. Clemente, Lenita Lima Haber, editoras técnicas. Brasília, DF: Embrapa, 2012


0 visualização

©2020 por Nutricionista Bruna Lazzeri. Orgulhosamente criado com Wix.com